Maria Lopes

Maria Lopes

sábado, 10 de outubro de 2009

Outono




Outono


Outono, cai a folha amarelecida,

E as andorinhas deixam os seus beirais,

Ficando a Natureza adormecida

Para enfrentar os gelos invernais.



Mas há mil cores nas tardes outonais

Nesta folhagem triste, em despedida,

Que despertam nos mais sentimentais

Doces enlevos na alma, enternecida.



Também sentia a vida esvaecer,

Mas ao ver-te surgir, ao entardecer,

Ví as cores se tornarem verde esperança.



E foi assim, que numa tarde mansa,

Quando de um Sol poente eu estava à espera,

Que sendo Outono, eu vi a Primavera!...

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Ser feliz é assim











Tere Penhabe

Ser feliz é assim:
um pedaço da gente
dançando na chuva
ao som do coração
que canta sem saber
de onde veio a letra
se foi sem querer...

E abraçar o mundo
contente da vida
sem muito motivo
razão ou sentido
só por estar viva!
Por ver um sorriso
que não é preciso...

Ser feliz é uma fórmula
o mapa de um tesouro
que nos dá a glória
de ver tudo em ouro
até o que não existe.
Ver a vida brilhando
entre pedras preciosas...

E o meu hoje é assim!
...bem assim...

EL AMOR





EL AMOR


El amor,
es una gota de agua en un cristal,
es un paseo largo sin hablar,
es una fruta para dos.

El amor,
es un espacio donde no hay lugar
para otra cosa que no sea amar,
es algo entre tu y yo.

El amor es llorar
cuando nos dice adios,
el amor es soñar
oyendo una cancion,
el amor es rezar
poniendo el corazon,
es perdonarme tu
y comprenderte yo.

El amor es parar
el tiempo en un reloj,
es buscar un lugar
donde escuchar tu voz,
el amor es crear
un mundo entre los dos,
es perdonarme tu
y comprenderte yo.

El amor,
es una boca con sabor a miel,
es una lluvia en el atardecer,
es un paraguas para dos.

El amor,
es un espacio donde no hay lugar,
para otra cosa que no sea amar,
es algo entre tu y yo.

JOSÉ LUIS PERALES

SEMBLANZA DE UNA MADRE






SEMBLANZA DE UNA MADRE


A tu esencia Madre se anuda
el enigma del origen
el misterio de la vida,
en lo profundo del ser y lo infinito.
Tú eres la raíz de toda historia
el aquí, el ahora,
la eternidad del instante,
el ayer y el mañana
del corazón y la sangre.

Eres la palabra luz hecha carne
en el secreto mismo de lo ínfimo
y lo inconmensurable.
Un camino a través de la noche
fluyendo en amor sin condiciones,
porque eres libertad.

Eres el beso fugaz en la tristeza,
como lágrima que purifica la caída,
en el silencio en que reposa,
lo sublime de una espera.
Estrella que riela en el alma
cual canción del tiempo
que aleja el dolor y la soledad.

Madre, eres para siempre,
el milagro absoluto
del paraíso recobrado,
porque en tu nombre madre
cabe todo, todo en su totalidad

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

”AS SETE LEIS ESPIRITUAIS DO SUCESSO”.






Qualquer coisa que desejamos pode ser criada, pois as mesmas leis que a natureza utiliza para criar uma galáxia, um planeta, um corpo humano, podem realizar nossos desejos mais profundos.

As "Sete Leis Espirituais do Sucesso" sugere que nos concentremos em uma lei a cada dia da semana, conforme apresentamos abaixo:

DOMINGO -Lei da Potencialidade Pura

· Reserve um momento do dia para ficar só e fazer uma
meditação silenciosa.

· Reserve um período do dia para comungar com a natureza.

· Pratique diariamente o preceito: "Hoje não julgarei nada".


SEGUNDA-FEIRA - Lei da Doação

· Ofereça sempre algo às pessoas com quem tiver contato(cumprimento, pensamento positivo, oração, benção).

· Agradeça as dádivas oferecidas pela vida, como a beleza da natureza e tenha abertura para continuar recebendo-as. Deseje em silêncio, toda vez que entrar em contato com alguém, que tenha uma vida próspera e feliz.


TERÇA-FEIRA - Lei do Karma

· Observe sempre as escolhas que vai fazer e se pergunte: Quais serão as conseqüências dela para mim e para os outros?

· Peça orientação ao seu "coração", ele é muito intuitivo.


QUARTA-FEIRA - Lei do Mínimo Esforço

· Aceite pessoas e fatos como se manifestarem.

· Não se volte contra o Universo lutando contra o presente.

· Seja responsável pelas situações e não culpe ninguém.

· Desista de impor sua opinião aos outros.

· Tenha abertura à todos os pontos de vista e não se prenda a nenhum.


QUINTA-FEIRA - Lei da Intenção e do Desejo

· Faça uma lista de todos os seus desejos. Olhe para ela antes de meditar e, também, antes de dormir e ao acordar.

· Libere a lista de seus desejos no plano cósmico, que tem desígnios maiores para você do que possa conceber.

· Confie.

· Esteja consciente do momento presente.


SEXTA-FEIRA - Lei do Desapego

· Comprometa-se com o desapego.

· Dê a si próprio e aos outros a liberdade de ser o que é.

· Participe de tudo, mas com envolvimento distanciado.

· Saiba que, estando disponível para aceitar a incerteza, a solução virá do próprio problema.

· Tenha abertura para uma infinidade de escolhas, experimentando toda a magia, mistério e aventura da vida.


SÁBADO - Lei do Propósito de Vida

· Nutra, com amor, a divindade que habita em você.

· Tenha consciência da atemporalidade, do ser eterno.

· Faça uma lista de seus talentos únicos e do que adora fazer, e saiba que, quando os põe a serviço da humanidade, cria abundância na sua vida e na de outras pessoas.

Pergunte-se diariamente: "Como posso servir?"


Leia todos os dias a Lei correspondente ao dia da semana e comece a pô-la em prática. Assimilando estas leis você se tornará uma pessoa muito mais preparada para lidar com a vida.

Dr Deepak Chopra
TEXTO PESQUISADO NA WEB.

Eu hoje vou ser Feliz!




De hoje em diante todos os dias ao acordar, direi:
Eu hoje vou ser Feliz!
Vou lembrar de agradecer ao sol
Pelo seu calor e luminosidade,
Sentirei que estou vivendo, respirando.
Posso desfrutar de todos os recursos da natureza gratuitamente.
Não preciso comprar o canto dos pássaros,
nem o murmúrio das ondas do mar.
Lembrarei de sentir a beleza das árvores, das flores.
Vou sorrir mais, sempre que puder.
Vou cultivar mais amizades e neutralizar as inimizades.
Não vou julgar os atos dos meus semelhantes ou companheiros
Vou aprimorar os meus.
Lembrarei de ligar para alguém
para dizer que estou com saudades!
Reservarei minutos de silêncio,
para ter a oportunidade de ouvir.
Não vou lamentar nem amargar as injustiças,
Vou pensar no que posso fazer para diminuir seus efeitos.
Terei sempre em mente que um minuto passado, não volta mais,
Vou viver todos os minutos proveitosamente,
Não vou sofrer por antecipação prevendo futuros incertos,
Nem com atraso, lembrando de coisas
sobre as quais não tenho mais ação.
Não vou pensar no que não tenho e que gostaria de ter,
Mas em como posso ser feliz com o que possuo,
E o maior bem que possuo é a própria vida
Vou lembrar de ler uma poesia e de ouvir uma canção,
Vou dedicá-las a alguém.
Vou fazer alguma coisa para alguém, sem esperar nada em troca,
Apenas pelo prazer de ver alguém sorrir.
Vou lembrar que existe alguém que me quer bem,
Vou dedicar uns minutos de pensamento para os que já se foram
Para que saibam que serão sempre uma doce lembrança,
até que venhamos a nos encontrar outra vez.
Vou procurar dar um pouco de alegria para alguém,
Especialmente quando sentir que
a tristeza e o desânimo querem se aproximar.
E quando a noite chegar, vou olhar para o céu,
para as estrelas e para o luar e
Agradecer a Deus, porque hoje eu fui feliz!

DESCONHEÇO O AUTOR.
TEXTO E IMAGEM PESQUISADOS NA WEB.

PELO RESTO DE NOSSAS VIDAS...



PELO RESTO DE NOSSAS VIDAS...

Existem coisas pequenas e grandes,
coisas que levaremos para o resto de nossas vidas.
Talvez sejam poucas, quem sabe sejam muitas,
depende de cada um, depende da vida que cada um de nós levou.

Levaremos lembranças, coisas que sempre serão inesquecíveis para
nós, coisas que nos marcaram, que mexeram com a
nossa existência em algum instante.

Provavelmente iremos pela a vida a fora colecionando essas coisas,
colocando em ordem de grandeza cada detalhe que nos foi importante,
cada momento que interferiu nos nossos dias, que deixou marcas,
cada instante que foi cravado no nosso peito como uma tatuagem.

Marcas, isso... serão marcas, umas mais profundas,
outras superficiais porém com algum significado também.
Serão detalhes que guardaremos dentro de nós e que
se contarmos para terceiros talvez não tenha a menor importância
pois só nós saberemos o quanto foi incrível vivê-los.

Poderá ser uma música, quem sabe um livro, talvez uma poesia,
uma carta, um e-mail, uma viagem, uma frase que alguém tenha
nos dito num momento certo.

Poderá ser um raiar de sol, um buquê de flores que se recebeu,
um cartão de natal,
uma palavra amiga num momento preciso.

Talvez venha a ser um sentimento que foi abandonado,
uma decepção, a perda de alguém querido,
um certo encontro casual, um desencontro proposital.

Quem sabe uma amizade incomparável, um sonho que foi alcançado
após muita luta, um que deixou de existir por puro fracasso.
Pode ser simplesmente um instante, um olhar,
um sorriso, um perfume, um beijo.

Para o resto de nossas vidas levaremos pessoas guardadas dentro de nós.

Umas porque nos dedicaram um carinho enorme,
outras porque foram o objeto do nosso amor,
ainda outras por terem nos magoado profundamente,
quem sabe haverão algumas que deixarão marcas profundas
por terem sido tão rápidas em nossas vidas e terem conseguido
ainda assim plantar dentro de nós tanta coisa boa.

Lá na frente é que poderemos realmente saber a qualidade de vida
que tivemos, a quantidade de marcas que conseguimos carregar
conosco e a riqueza que cada uma delas guardou dentro de si.

Bem, lá na frente é que poderemos avaliar do que exatamente foi feita a
nossa vida, se de amor ou de rancor, se de alegrias ou
tristezas, se de vitórias ou derrotas, se de ilusões ou realidades.

Pensem sempre que hoje é só o começo de tudo, que se houver algo
errado ainda está em tempo de ser mudado e que o resto de
nossas vidas de certa forma ainda está em nossas mãos.

Silvana Duboc
TEXTO PESQUISADO NA WEB.

AMOROSA MANSIDÃO...



AMOROSA MANSIDÃO...



Se alguém me feriu ou me prejudicou conscientemente em pensamentos,
palavras ou atos, eu o perdôo livremente.
E também peço perdão se feri ou prejudiquei alguém,
consciente ou inconscientemente, pensamentos, palavras ou ações.
Que eu possa ser feliz...
Que eu possa estar em paz...
Que eu possa ser livre...
Que os meus amigos possam ser felizes...
Que os meus amigos possam ficar em paz...
Que os meus amigos possam ser livres...
Que os meus inimigos possam ser felizes...
Que os meus inimigos possam ficar em paz...
Que os meus inimigos possam ser livres...
Que todos os seres possam ser felizes...
Que todos os seres possam ficar em paz...
Que todas os seres possam ser livres...

A meditação da Amorosa Mansidão, foi extraída de: Chop Wood,
Carry Water,de Rick Fields.

Emmanuel & Francisco Cândido Xavier


Temperamento

Livro Encontro Marcado
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier


Somos cuidadosos, salvaguardando o clima doméstico. Dispositivos de alarme, faxinas, inseticidas, engenhos de proteção e limpeza. No entanto, raros de nós se acautelam contra o inimigo que se nos instala no próprio ser, sob nomes de canseira, nervosismo, angústia ou preocupação.

Asseguramos a tranqüilidade dos que nos cercam, multiplicando recursos de segurança e higiene, no plano exterior, e, simultaneamente, acumulamos nuvens de pensamentos obsessivos que terminam suscitando pesadelos dentro de casa.

Muitas vezes, desapontados de nós para conosco, à face dos estragos estabelecidos por nossa invigilância, recorremos a tranqüilizantes diversos, tentando situar a impulsividade que nos é própria no quadro das moléstias nervosas, no pressuposto de inocentar-nos.

Sem dúvida, não podemos subestimar o poder da mente sobre o campo físico em que se apóia. Se acalentamos a irritação sistemática, é natural que os choques do espírito atrabiliário alcancem o corpo sensível, descerrando brechas à enfermidade. Nesse caso, é preciso rogar socorro ao remédio. Ainda assim, é imperioso nos decidamos ao difícil empreendimento do autodomínio.

No que concerne a temperamento, é possível receber as melhores instruções e receitas de calma; entretanto, em última análise, a providência decisiva pertence a nós mesmos.

Ninguém consegue penetrar os redutos de nossa alma, a fim de guarnecê-la com barricadas e trancas.

Queiramos ou não, somos senhores de nosso reino mental.

Por muito nos achemos hoje encarcerados, do ponto de vista de superfície, nas conseqüências do passado, pelas ações infelizes em nossa estrada de ontem, somos livres, na esfera íntima, para controlar e educar o nosso modo de ser.

Não nos esqueçamos de que fomos colocados, no campo da vida, com o objetivo supremo de nosso rendimento máximo para o bem comum. Saibamos enfrentar os nossos problemas como sejam e como venham, opondo-lhes as faculdades de trabalho e de estudo de que somos portadores. Nem explosão pelas tempestades magnéticas da cólera e nem fuga pela tangente do desculpismo. Conter- nos. Governar-nos.

Aqui e além, estamos chamados a conviver com os outros, mas vivemos em nós, estruturando os próprios destinos, na pauta de nossa vontade, porque a vida, em nome de Deus, criou em cada um de nós um mundo por si.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Dentro de cada pessoa





Dentro de cada pessoa
tem um cantinho escondido
Decorado de saudade
um lugar para o coração pousar,
um endereço que freqüente sem morar,
ali na esquina do sonho com a razão,
no centro do peito, no largo da ilusão.

Coração não tem barreira não,
desce a ladeira, perde o freio devagar,
eu quero ver cachoeira desabar,
montanha roleta russa felicidade,
posso me perder pela cidade,
fazer o circo pegar fogo de verdade,
mas tenho meu canto cativo para voltar.

Eu posso até mudar
mas onde quer que eu vá
o meu cantinho há de ir
dentro...

Arnaldo Antunes

Selo aprovado Cantinho do Blog

OFEREÇO UMA ROSA




A quem me deu perfume,

A quem me deu sentido,

A quem só me fez bem,

Aqueles que sorriram comigo,

Aqueles que comigo partilharam lágrimas,

Aqueles que souberam de minha existência,

Aos nobres do sentir,Aos ricos do viver,

Aos imperadores do amor.

Aqueles que simplesmente foram amigos,

Que ternamente fizeram do silêncio sair sons,

Que cantaram comigo,

Que me olharam, e me sentiram.

Aqueles realmente interessante que

marcaram em minha vida...

Uma flor para você...
(autor desconhecido)

FERNANDO PESSOA



FERNANDO PESSOA




AZUL, AZUL, AZUL, O MAR FRAQUEJA

Azul, azul, azul, o mar fraqueja
Em orlas brancas pela praia fora.
Só esse som, alegre e antigo, rumoreja
No lúcido silêncio desta hora.

O mais --- quietude, e no horizonte ralo
Um nevoeiro ou bruma ou ilusão
Que é como um inútil intervalo
Do amplo azul que céu e águas são.

Sossega em mim, de ver, de ver, de ver,
Essa intranquilidade, a mágoa antiga
Que vem de se sentir viver,
Que vem de não poder querer
E de não ter uma alma nossa amiga.

Ah, mas essa dor,
Cheia de consciência do mutável
Da pobreza da vida e do amor
É tão antiga como o mar
E tem marés,
Cessa para recomeçar
Mais uma vez.

Fernando Pessoa

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Guizos ,chocalhos,e pandeiro...



guizos ,chocalhos,e pandeiro...

um violino menestrel...

extraindo uma melodia exótica...

impulsiona meu corpo...

vestido com uma saia colorida e rodada...

fazendo com que em vibrantes rodopios...

exalando um perfume de almíscar...

venha a embebedar todos os que me vêem...

na magia do meu olhar ...

e na conquista de minhas cartas de taro...

sei bem os que me desejam...

sei bem os que me querem...

sei bem os que de mim precisam...

em cada magico rodopio ...

deixo com que meu sorriso e minha alegria...

penetre nos corações perturbados...

sou o crepúsculo do amor...

sou a fantasia dos descontentes...

autor

Euripedes A. de jesus**